Avisos

Non non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on.

Atendimento: Segunda à Sexta das 08h00 às 17h00 | (11) 97642-6694

O conceito de Gestão de Facilities veio do exterior e já está no Brasil há alguns anos. No entanto, por ser mais comum em grandes empresas, ainda é pouco conhecido. Quem trabalha nesta área pode ser chamado de Facility Manager (FM) e gerencia o funcionamento da estrutura física de uma organização como os serviços de limpeza, manutenção, segurança, recepção, ativos como mobília e equipamentos, entre outros.

Esse profissional atua nos bastidores possibilitando que a atividade fim da empresa seja executada com mais tranquilidade e segurança.

Segundo Fátima Sousa, CEO da FS EDUCA, Facility Management “é a área responsável por manter as instalações da empresa, não somente gerenciando todos os serviços de terceiros, mas também por garantir segurança e conforto aos usuários, além de assegurar aos acionistas a melhor utilização de seu capital na preservação e rentabilidade de seu patrimônio”.

Não diga mais “Facilities”

Antigamente era comum usarmos o termo Facilities para nos referirmos à área e aos profissionais de Gestão de Facilities. Mas, com a constante evolução do setor, foi criada a Norma ISO 41011 referente a vocabulário e a palavra Facilities passou a ser entendida como a tradução literal de “instalações”.

Quer conhecer mais sobre as Normas de FM? Confira esta aula que ministramos gratuitamente em nosso canal no YouTube!

 

A partir da publicação da Norma você deve adotar as seguintes expressões: Gestão de Facilities, Facility Management, Facilities Management ou FM para falar da área ou do mercado. Para se referir ao profissional, o termo correto é Facility Manager ou específico para cada cargo. Veja alguns exemplos: Analista de Gestão de Facilities ou Analista de FM; Supervisor (a) de Gestão de Facilities ou Supervisor (a) de FM, etc.

 

O perfil de quem trabalha com Gestão de Facilities

A área de FM é mais ampla do que muitos imaginam. Para se ter uma gestão eficiente é preciso mais do que conhecimentos técnicos. O cuidado vai além do espaço físico. É pensar também nos funcionários e todas as pessoas que passam por aquele ambiente.

Para entender o que elas necessitam e proporcionar uma boa experiência, é preciso ter uma boa habilidade social, conversar com os usuários, entender o que eles esperam. Gostar de servir e pensar na necessidade do outro, são fundamentais para ter uma gestão com foco nas pessoas.

Características como proatividade na busca por soluções, inteligência emocional para lidar com os desafios do dia a dia e uma boa comunicação oral e escrita, são importantes para que o profissional tenha bons resultados e se destaque no mercado.

Outra habilidade necessária é a capacidade de negociação. Um dos papéis do FM é otimizar os recursos e trabalhar para a redução de custos, especialmente na contratação dos diversos serviços que serão executados no local.

Resiliência é outro aspecto importante para quem está nesse setor. A área é dinâmica e exige disposição para aprender coisas novas e buscar soluções.

 

Formação como Facility Manager

Para iniciar na área não há uma formação específica, alguns cursos comuns são Engenharia, Arquitetura e Administração, mas há profissionais de diferentes áreas trabalhando no setor atualmente. O mais importante é se identificar com as características da função.

Além disso, é possível fazer cursos exclusivos da área, que preparam o profissional para o dia a dia, com as melhores práticas em FM e estratégias que podem ser aplicadas. Devido à constante evolução do setor, é preciso buscar atualização constante e acompanhar as novidades.

Outra exigência comum para alguns cargos é o domínio da língua inglesa, o que pode ser um diferencial para quem busca crescer na profissão.

 

Conclusão

Empresas de diferentes segmentos passaram a entender como a área de Gestão de Facilities é estratégica, buscando por profissionais cada vez mais preparados e qualificados. Além disso, este é um setor em crescimento e os profissionais de Gestão de Facilities podem atuar em setores como indústria, serviços, saúde e até no agronegócio!

Se você não trabalha na área e se animou a entrar nela, assista este vídeo com os 7 Conselhos para quem deseja entrar na área de Gestão de Facilities:

Tem sugestões para artigos deste tipo? Envie para nós: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

E se quiser acompanhar as novidades da área de FM e saber como dar seus primeiros passos na profissão, siga nossas redes sociais: